Reaberto em 2015, com a mesma Gerência

terça-feira, 5 de junho de 2007

Para os que não vão para o estrangeiro...

Sensibilizado por tamanhos elogios ao post anterior, senti-me na obrigação de publicar mais um. Antes porém, tenho que diminuir as vossas espectativas... não é minha intenção fazer artigos de revista, apenas contar-vos como foi a minha experiência nos sítios por onde passei... é provável que cometa algumas falhas, que não fale de locais importantíssimos para a história desses países... mas o dinheiro é pouco, eu não vou a tudo e mesmo que fosse, podem ter a certeza que se não tiver gostado não os vou sequer mencionar! Portanto, esperem uns relatos melhores que outros, mas não subam muito a fasquia que nós não queremos decepcionar ninguém! E se pensarmos que a intenção inicial era muito mais divulgar imagens do que palavras, podem concluir que até já estamos a escrever muita coisa!
Adiante!

O segundo desafio de hoje era escolher um destino para vos falar... aqui é que a coisa fica mais difícil - Do alto dos meus 30 aninhos as viagens não foram assim tantas e portanto começam a faltar temas novos, mas a sobrar hipóteses para aprofundar os Destinos que temos vindo a introduzir...
Optei por não fazer nem uma coisa nem outra... consciente que há pessoas que não têm taxa de esforço para ir de férias ao estrangeiro ou que não terão disponibilidade de tempo, resolvi introduzir mais um destino nacional. Afinal de tudo, o que é nacional (às vezes) é bom! E como este ano é pródigo em feriados propícios a "pontes" tornando os fins de semana em mini-férias de 3/4 e 5 dias, parece-me uma boa opção... e sempre dá dá para espairecer!
Faltava só escolher o destino.... e aqui penso que o mais lógico será dar-vos a conhecer a nossa zona - Aveiro, Ílhavo e Vagos (sendo que esta, deixo para o Paulo, que tem mais competência na matéria).
Comecemos então por Aveiro - A Veneza portuguesa como também é conhecida, faz juz ao nome com os seus belíssimos canais que entercortam a cidade proporcionando aos visitantes fantásticos passeios pelas suas margens ou mesmo a bordo não de gôndolas mas do tradicional moliceiro, o barco típico da região, usado para a apanha do moliço - actividade hoje em vias de extinção.


Outro barco que também era visto por aqui era o Salineiro, nas formas parecido com o moliceiro mas de maior dimensão, e que era usado para transportar o sal desde as Salinas até aos armazéns de sal onde era posteriormente transformado. Com um pouco de sorte podem ainda ver algum destes exemplares.



As salinas são outro dos locais que merecem ser vistos, e se cá vierem durante o verão, é natural que consigam presenciar a extracção de sal.
Para quem é mais dado ao consumismo e gosta mesmo é de andar às compras, também pode vir sem hesitar, há por cá lojas de tudo e de mais alguma coisa, das mais baratas às mais caras e famosas!!!
A província (como gostam de lhe chamar os lisboetas) já não é o que era!!!!
Outros locais de interesse, são o Museu de Santa Joana, as diversas capelas e igrejas que datam desde o século 15, a Universidade, uma das melhores do país, a estação de Caminhos de Ferro e a sua magnífica fachada de azulejos... enfim, atracções não faltam!
No que toca à gastronomia, deliciem-se com os incontornáveis OVOS MOLES, seja "em bruto" ou como parte integrante de um qualquer outro doce. Não deixem de provar os pratos de peixe - estão na zona indicada!!!!!
Deixando Aveiro, não deixem de passar em Ílhavo, visitem o Museu Marítimo local (um dos melhores do país), deliciem-se com a Rota das Padeiras, onde podem provar o pão e os folares típicos desta localidade, e passem também na Vista Alegre - a localidade que deu o nome à fábrica e à loiça conhecida internacionalmente - passem na fábrica, visitem o museu, e se tiverem taxa de esforço... comprem uns cacos na loja! Ah! Também existe a loja das oportunidades... uma espécie de Outlet... para quem não tem tanto dinheiro!

Saíndo de Ílhavo, o destino seguinte são as praias! A da Barra e a da Costa Nova! A título de esclarecimento, e porque normalmente a informação que é transmitida é errada, estas duas praias pertencem ao concelho de Ílhavo... por muito que isso chateie a malta de Aveiro...
A 2ª, mais tradicional, com os seus palheiros típicos pintados de cores garridas... (infelizmente são cada vez menos)

Na minha opinião, a Costa Nova é mais interessante para passar o dia... a praia é mais pequenina e os diversos paredões em rocha proporcionam um abrigo natural ao tradicional e quase sempre presente, vento norte! Ah! Mas não se assustem com o vento, qualquer das esplanadas de praia tem pára-ventos para emprestar!!!!

Claro que a Praia da Barra também é muito boa para passar o dia, e então se se dedicarem aos desportos aquáticos... é optima! Surf, bodyboard, kite-surf, aqui pratica-se isso tudo!!!!

Não deixem de apreciar o magnífico farol; visitas é que já é mais difícil... se bem que durante o mês de Agosto, com as festas da cidade de Ílhavo, isso talvez seja possível!


Em qualquer uma destas praias a oferta gastronómica é variada, por isso não se preocupem que não passam fome! É só escolher!

Já para passar um bom bocado depois de jantar a Barra é de longe melhor que a Costa Nova! Cafés, Bares, Geladarias e Pub's, aqui há de tudo!!!!



Bom... resumindo, é uma zona que vale a pena, as praias não são as do algarve, mas também não são más, o comer é excepcional e as atracções bastantes!!! Portanto, venham, visitem, descubram, namorem, enamorem-se e... voltem!

8 comentários:

Paulo Pereira disse...

Não há fome que não dê me fartura:) Mas, assim fica difícil não subir a fasquia. O artigo está excelente. Li-o não como colega de blog, mas como apaixonado por viagens. E o que é que se pode pedir mais? Pouco. O essencial está lá. Um roteiro completo por alguns concelhos do distrito de Aveiro, com belas fotos a acompanhar. Reforço a ideia: não deixem de visitar. Vão ver que não se arrependem...

RRistori disse...

UaU! Não conheço (ainda) Portugal, mas adorei esse local. A Veneza portuguesa parece ter um grande encanto. Adorável. E essa última foto, triptica, com o casal de namorados, é uma loucura. Lindíssima!

Madalena Brandão disse...

Estou maravilhada. Descobri hoje o blog e já sou fã. Excelentes textos, belas fotos, num blog de viagens despretensioso. Gostei muito e dou-vos os parabéns.

P.S: Escusavas era de falar nos ovos moles:)

Zélia disse...

Olá, eu bem disse que aparecia novamente:) Cativaram-me! Belo roteiro turístico este, numa zona que eu conheço, mas há muito tempo. Boas praias, belas paisagens, num excelente artigo turístico. Ah, e as fotos, já me esquecia:) Tão fantásticas

BRUNO ROCHA disse...

Muito bom o artigo..e o que ainda ficou por dizer e tanto que fica para fotografar.
Eu gosto muito deste fotoblog porque assim sempre tenho algo com que passar o tempo de expediente...ehehhehe

Manuel Araujo disse...

Bem, hoje a minha hora de almoço foi mais curtinha, mas acabei por aparecer:) A região de Aveiro toda ela extraordinária. O artigo está excelente. Olha se não queres que a fasquia se eleve muito, tás a ir pelo caminho errado:)
Aquela ultima foto é mesmo excepcional, parece saida de um filme romantico.

Continuem assim...

Maria Rosario disse...

Hummm, os ovos moles. Deixam uma pessoa extasiada. São a cereja no topo de um bolo de chocolate:), pois o restante artigo também está excelente. A Região de Turismo aí da zona devia agradecer-te por esta bela divulgação. As fotos estão muito boas. Todos falam no casal de namorados, mas eu destaco a das salinas. Belo por do sol.

Bjos,

Jorge Ribeiro disse...

É uma agradável variação, estes posts sobre locais nacionais. Não desfazendo nos outros, que estão excelentes, mas estas dicas sobre o turismo nacional sempre são acessíveis a todas as carteiras:)
Belo trabalho, complementado com óptimas fotos e um texto que aborda de forma concisa os locais de interesse.

P.S: O Paulo anda desaparecido? Não me esqueci que ele prometeu mais artigos sobre Moçambique. Venham de lá eles.