Reaberto em 2015, com a mesma Gerência

segunda-feira, 9 de julho de 2007

Dicas de viagem


Depois do 11 de Setembro, tornou-se um lugar comum dizer que nada mais seria como dantes. No que diz respeito às medidas de segurança nos aeroportos, tem toda a razão de ser aplicado! O mais incauto dos turistas pode sofrer um enorme choque ao deparar com o fervor quase paranóico que as polícias de praticamente todo o mundo ocidental zelam pela segurança nos respectivos aeroportos. Assim, de forma a não ser apanhado desprevenido, aqui ficam alguns conselhos úteis, para evitar embaraços de última hora:

Líquidos só até 100 ml

A maior preocupação tem que ver com tudo aquilo que contenha líquidos, reconhecidamente a melhor e mais perigosa forma de fazer passar qualquer tipo de material ou produto ilegal. Desta forma, todos os líquidos terão de ser apresentados em frascos ou tubos até 100 ml, sempre colocados num saco de plástico com o máximo de um litro (aproximadamente 20 x 20 cm). E por líquidos entendam-se produtos como água mineral, perfumes, bebidas, loções, cremes, géis de duche, champôs, rímel, batom líquido, sopas, xaropes, dentífrico, sabonetes líquidos e desodorizantes, entre outros de consistência semelhante. O Pedro que o diga, pois o spray nasal dele fez a viagem até ao avião com destino a Londres bem acondicionado dentro de um saco de plástico, disponibilizado pela zelosa funcionária.

Compras duty-free

Despreocupem-se igualmente aqueles que pensavam não se poder dedicar às compras nos free shops. Podem fazê-las, mas não se podem esquecer de levar os produtos num saco transparente selado pelo vendedor, acompanhado da prova de compra, caso contrário ser-lhe-ão retirados. Neste caso, a experiência foi minha. Numa compra de última hora, o perfume adquirido na free-shop de Stanstead já veio dentro do saco de plástico da praxe, com a etiqueta da loja bem visível, comprovando a sua compra.

Na hora do embarque

Muita atenção devem ter as pessoas que necessitem de medicação ou que transportem comida para bebé. Quer uma quer outra também têm de ser apresentadas em sacos plásticos transparentes, sendo que os medicamentos necessários durante a viagem deverão ser acompanhados de uma receita ou de uma prova de compra. Para poupar tempo, convém igualmente deixar à mão e dar a conhecer desde logo todos os grandes aparelhos electrónicos, sejam eles um computador portátil, uma máquina fotográfica ou um leitor de DVD.Por último, saiba que a partir de Abril, e durante pelo menos os seis meses seguintes, o tamanho das bagagens de mão permitidas a bordo deverá ficar limitado a um máximo de 56 cm x 45 cm x 25 cm. "La memme chose". Neste caso, eu que ando sempre acompanhado de comprimidos (a minha hiponcondria não perdoa) optei por passá-los...à sucapa. Isso mesmo. Bem guardados num bolso interior de um casaco. Resultou.

Depois disto, só me resta mesmo desejar uma boa viagem...

ps: Não se esqueçam. Amanhã é dia de sugestão de leitura e dia 15 (próximo Domingo) surge uma nova rubrica - Mundos Sonhados - que pretende transportar o leitor até locais paradisíacos. Até já!

13 comentários:

Lurdes Saraiva disse...

É um mal necessário, pois infelizmente o terrorismo transformou o mundo todo. Depois, quem paga são os viajantes, seja turistas ou em viagens de negócios, com os transtornos causados por tanto zelo. Belo texto, apropriado e na hora certa, pois muitos devem estar a fazer as malas para as férias.

Bjos,

zelia disse...

Como sempre, perfeito! Seja nas fotos ou em textos, os vossos trabalhos são sempre acima da média. Texto conciso, explicativo, detalhado e com dica úteis para quem vai viajar.

Beijos,

ps: e para quando mais fotos no Olhares?

miguel sarabando disse...

Pois, como já aqui foi dito, é mesmo um mal necessário, graças aos fundamentalistas que teimam em fazer prevlecer ideias pela força. Boas dicas, ajudando os mais distraídos ou menos viajados, que é o meu caso. Vou provavelmente para uma das ilhas espanholas, com uma criança de 4 anos, e achei os conselhos excelentes, pois desconhecia esses aspectos.

carlos mendes disse...

Boas e interessantes dicas. Infelizmente, também já as sofri na pele e, na altura, até fiquei bastante irritado com o que achei que era apenas um autoritarismo do funcionário.Mais calmo, algum tempo depois, reflecti que são medidas que chateiam, é certo, mas são necessárias.
No vosso caso, óptima ideia, que muitos outros podem aproveitar para se prevenirem.

Um abraço,

sandra miguel gomes disse...

Óptima informação, num daqueles artigos feitos a pensar em quem viaja. Bem interessante.

Parabéns

joao almeida disse...

Essa de passar os comprimidos "por baixo da mesa" só comprova que as medidas nem são assim muito exigentes:)
Fora de brincadeiras, é o mundo em que vivemos e lá teremos que nos adaptar. Agora, para quem vai de férias com criancinhas, deve ser bem complicado estar a ensacar boiões de papas, biberons de leite e água e mais umas trezentas coisas. Mas o que conta é o destino e, desde que este seja desejado, tudo se suporta.

paulo ferreira disse...

É um mal necessário, mas desde que não se entre por um autoritarismo irritante, como proibir mais do que um saco de viagem nas mãos (já me aconteceu), ou situações similares passadas com amigos meus. Tudo o que roça a paranóia é excessivo, quanto a mim.

Bom artigo. Um abraço e venham de lá essas novidades.

Maria Rosário disse...

Homem prevenido vale por dois! É o mundo que temos e a adaptação terá que ser nossa, mesmo daqueles que viajam ocasionalmente. A esses, o artigo interessará bastante.
Muito bom.

Luis Ribeiro disse...

Olha, dicas importantes. Por acaso, até bem interessantes, pois sou um dos que vou viajar e assim vou prevenido.

Inté

mauricio longhini disse...

Interessante, cara! Bom artigo, mostrando a loucura k hj afecta todos um pouco. Nos aeroportos sul-americanos tb nao é facil a vida de um viajante e ainda tem k contar com a falta de profissionalismo de muitos policias, k aqui sim abusam da autoridade.

madalena brandão disse...

Dia 15 cá estarei então, para ver o inicio desses Mundos Sonhados. Se tiver a qualidade que até aqui voces tem mantido, estamos conversados.
Boas e importantes dicas. E, pelos comentários, há alguns sortudos que vão viajar. Que inveja:)

Boas férias a todos

marina castro disse...

A esconder comprimidos potencialmente perigosos, seu maroto:)
É a vida de hoje, com o medo constante de atentados. Boa compilação de dicas, que a serem seguidas evitarão muitas maçadas.

Beijos

ana melrinho disse...

Por essas e por outras é que vou até ao Algarve:)
Pelo menos, ninguem me revista (ainda), nem existe a oferta dos sacos de plástico nas portagens:)

Beijos, que eu vou é apanhar sol não tarda.